Melhores Softwares para Arquitetura e Construção Civil

Não existe um programa único para arquitetos e engenheiros civis utilizarem em seu dia a dia.

Na verdade o mercado de software para estes profissionais é vasto e conta com diversas opções com características e objetivos de uso particulares.

Confira abaixo uma lista de ordem alfabéticas dos 11 principais programas do setor.

Ainda que você não se torne especialista em todos (isso seria um exagero) é importante conhecê-los e focar em alguns.

Revit

O REVIT é um software para modelagem 3D dedicado ao desenvolvimento de projetos de arquitetura, engenharia e instalações com possibilidade de integração entre plataformas BIM.

É o software BIM mais utilizado pelos profissionais que trabalham com essa metodologia.

Foi desenvolvido pela empresa americana Autodesk, que também é proprietária do programa para 2D AutoCAD. Conecta-se a todos os produtos da empresa, Navisworks, Dynamo, BIM 360, e versões anteriores do AutoCAD.

É utilizado principalmente nas áreas de arquitetura, urbanismo, engenharia estrutural (concreto e metálica) e engenharia de sistemas MEP (mecânico, elétrico, e hidráulico).

Ele consegue automatizar a criação de plantas, cortes, elevações, maquetes eletrônicas e simulações de quantitativos de materiais de modo integrado.

Diferente de softwares como o AutoCAD, o Revit é capaz de ter todos dados de um projeto armazenados em um só arquivo. Dessa maneira vários usuários de áreas diferentes podem trabalhar no mesmo modelo simultaneamente ou não.

O preço de uma assinatura anual do Revit é R$9.967 e o preço de uma assinatura mensal do Revit é R$1.260. O preço de uma assinatura de três anos do Revit é R$26.917.

É possível testar o produto gratuitamente antes de decidir comprar ou obter um versão grátis caso seja estudante.

Também é possível adquirir versões mais simples e baratas, como o Revit LT (R$1.862/ano), para produzir projetos e documentação de arquitetura com um software econômico e simplificado de BIM.

AutoCAD

Criado inicialmente para desenho técnico e peças industriais, hoje é um dos softwares mais utilizados nas áreas de arquitetura, urbanismo, engenharia e construção civil.

Pode ser utilizada na criação de desenhos 2D e desenvolvimento de projetos 3D, com a possibilidade de movimentá-los em diversas posições.

Também é possível explorar a parte interna e externa de um objeto (por exemplo, uma casa) com muitos detalhes.

O AutoCAD é capaz de efetuar cálculos estruturais e interpretar desenhos, o que contribui para diminuir as chances de erro em um projeto.

Apesar de ser semelhante ao Revit, é voltado para o trabalho sozinho, já que as etapas são feitas separadamente e não possui interface BIM.

O preço para utilizar o software pode ser considerado salgado para profissionais iniciantes, pois não existe licença definitiva. A venda é feita por assinatura (mensal, anual ou trienal) que varia entre R$ 1.041/mês a R$ 22.180/triênio.

Eberick

Desenvolvido pela empresa brasileira AltoQI, o Eberick foi projetado para elaboração de projetos estruturais em concreto armado, moldado, in-loco, pré-moldado, alvenaria estrutural e estruturas mistas.

Possui plataforma de CAD próprio para realizar modelagem de pilares, vigas, lajes, escadas, fundações, reservatórios, muros e elementos de outros materiais.

O cálculo das estruturas é feito de acordo com as normas brasileiras vigentes, além de realizar diversas outras análises normativas

Conta também com a tecnologia BIM, o que facilita na integração de projetos arquitetônicos, elétricos e hidrossanitários.

QiBuilder

QiBuilder é software para projetos de instalações prediais desenvolvida pela empresa brasileira AltoQi.

Trata-se de uma plataforma BIM para desenvolver os projetos: hidrossanitário, elétrico, preventivo de incêndio, SPDA, gás, cabeamento estruturado, climatização e alvenaria estrutural.

A aplicação da metodologia BIM para projetos possibilita importação e exportação de arquivos .IFC, compatibilização de disciplinas, identificação automática de colisões, notas de colaboração BCF entre projetitas e demais agentes construtivos.

É voltado para atender às necessidades dos projetistas de instalações, e que nativamente efetua o dimensionamento segundo as normas brasileiras. Modele, dimensione, gere os relatórios e detalhamentos, utilizando apenas uma única plataforma já preparada para projetar.

A aquisição do programa é por anuidade, sendo necessário renová-la para receber novas atualizações. O preço é revelado apenas solicitando orçamento no website da AltoQi, mas informações na internet indicam um valor de aproximadamente R$ 3.800,00/ano.

Fazem parte do QiBuilder: QiElétrico, QiHidrossanitário, QiIncêndio, QiSPDA, QiGás, QiAcabamento, QiAlvenaria, QiClimatização, QiEditor de Armaduras.

CYPECAD 

O CYPECAD é um programa para projetos de cálculo estrutural em concreto armado, pré-moldado, protendido e misto de concreto e aço.

O software abrange as fases de lançamento do projeto, análise e cálculo da estrutura, dimensionamento e detalhamento final dos elementos.

As funções de detalhamento e dimensionamento estão de acordo com as normas brasileiras de concreto armado (NBR 6118:2014), fundações (NBR 6122), carregamentos (NBR 6120), barras (NBR 7480), ventos (NBR 6123), ações e combinações (NBR 8681).

Um ótimo ponto positivo é que a licença de uso é permanente, uma vez comprado o software é seu, não sendo necessário pagar mensalidade.

 O custo de aquisição é a partir de R$ 1.788,00 para a versão CYPECAD LT30, que permite até 5 pisos, 30 pilares e 100 m lineares de cortina ou paredes de concreto ou de alvenaria estrutural. Mas pode chegar até R$ 11.988,00 na versão CYPECAD FULL, que não possui limites.

Lumion

O Lumion é uma ferramenta de visualização 3D em tempo real, com ele é possível fazer renderizações com qualidade e texturas excelentes em até 30 segundos, algo difícil de encontrar em qualquer outra solução.

A renderização é possível importando modelos dos mais diversos programas, como: Revir, 3ds Max, SketchUp, AutoCAD, Rhino, ArchiCAD, entre outros.

Conta com vasta biblioteca interna de móveis, pessoas, vegetação ou veículos, entre outros.

É a  solução ideal para estúdios de visualização profissionais, mas é importante possui uma boa placa de vídeo em seu computador para aproveitar o programa ao máximo.

Seu principal concorrente é o V-Ray.

O software é vendido em duas versões: padrão e pro. Os preços variam de R$ 6735 a 13474.

ArchiCAD

O ArchiCAD é um programa BIM desenvolvido pela empresa húngara Graphisoft.

É o software para arquitetura mais utilizado na Europa e no Japão, sendo concorrente direto do Revid.

O software trabalha com elaborações de projetos, modelos arquitetônicos e modelagem de instalações permitindo visualização em 2D e 3D.

Pode ser usado para todos os tipos de projetos de arquitetura, como edificação, urbanismo, iluminação, paisagismo, interiores e outros

Apesar de ser internacional, há um template brasileiro que obedece às normas da ABNT, além de bibliotecas que atendem a todos os tipos de projetos.

SketchUp

Foto: sketchup.com/Divulgação

O SketchUp é um modelador 3D que oferece uma maneira mais fácil de trabalho comparada aos seus concorrentes, o que garantia uma rápida aceitação no mercado.

Foi desenvolvido por uma pequena empresa americana chamada At Last Software, posteriormente foi comprado pela Google e hoje pertencente a Trimble Navigation.

O programa auxilia em projetos de diversos tamanhos, seja o encaixe de um pequeno mobiliário, uma maquete eletrônica, uma reforma de casa ou até em um planejamento urbano.

Existem diversas versões, desde gratuitas com recursos limitados; versões para estudantes e professores com preço reduzido (55 dólares/ano); até a versão completa com preços que variam de 119 à 1199 dólares/ano.

SolidWorks

O SolidWorks é um programa de computação gráfica que permite a criação de objetos com modelagem 3D.

É possível criar com precisão montagens complexas como peças mecânicas, projetos de construção, e até mesmo aviões.

Seu principal uso é para profissionais da área técnica como dos setores industrial, médico, construção, transporte e produção em geral.

Entre as principais funções estão: construir máquinas e observar seu funcionamento; simular movimentos e observar possíveis falhas; criar animações; renderizar de forma realista; entre outros.

Apesar da complexidade é considerado um software fácil de usar e intuitivo.

TQS

TQS é um software de engenharia muito utilizado para cálculo estrutural.

Possui um conjunto de ferramentas para cálculo, dimensionamento, detalhamento e desenho de estruturas de concreto armado, protendido e pré- moldado.

Atende os requisitos determinados pelas normas técnicas ABNT e a integração através da plataforma BIM.

É um programa que permite ao engenheiro ganhar tempo e praticidade, pois conta com opções simplificadas de cálculo e alguns modelos de desenho podem ser gerados de forma automática.

Foi desenvolvido pela empresa brasileira TQS, fundada em 1986.

Estudantes podem utilizar o programa de forma gratuita. Profissionais podem baixar uma versão de teste antes de comprar o software, cujo preço de aquisição varia de acordo com a versão escolhida.

A versão apenas para desenho de estruturas (sem cálculo) custa a partir de R$ 210/mês; as versões para estruturas de pequeno porte (até 8 pisos) custam entre R$ 160/mês e R$ 445/mês; e as versões para projetos de médio e grande porte custam entre R$ 440/mês e R$ 2.030/mês.

Vray

O Vray é visto por muitos arquitetos como o melhor renderizador disponível atualmente. Funciona como um plugin para ser instalado em conjunto com outros programas.

Todo profissional de arquitetura tem uma visão de como ficará o projeto ao final, mas é difícil transparecer essa ideia para o cliente. O Vray supre essa necessidade criando apresentações muito realistas.

Imagine postar testar o piso e iluminação de um ambiente antes mesmo de sua aplicação, com o Vray é possível! E o melhor é que o cliente se sente mais seguro de que tomou a decisão correta.

Basicamente seu trabalho é renderizar em uma foto realista um projeto 3D modelado em outro software (Revit, Sketchup, ArchiCad, 3ds Max, Rhinoceros, etc.).

A rendelizar é capaz de atribuir propriedade como texturas, brilhos, transparências, sombras, cores, efeitos de luz, entre muitos outros detalhes. Com o trabalho finalizado é muito difícil identificar que a foto foi criada em computador, pois é extremamente realista.

Criado em 2002 pela empresa Chaos Group, foi utilizado inicialmente na indústria cinematográfica e publicidade, mas atualmente é um grande aliado de projetos de designers, arquitetos e engenheiros.

É considerado um software fácil de usar e intuitivo.

Você pode adquirir o programa de forma online ou através de uma revenda autorizada.

A versão completa (Vray Collection) é ofertada para uso comercial por 699 dólares/ano, mas é possível escolher opções segmentadas (3ds Max, Render Note, entre outros) por preços menores. Além da solução Cloud, com venda por créditos de uso.

Os menos produtos podem ser adquiridos em versão para educação/estudantes com grande desconto ou testados gratuitamente por 30 dias antes da compra.

Outros sofTwares

A lista não para, ainda podemos citar ALLPLAN; AECOSIM Building Designer; entre outros.

Bônus – BIM: não é software, mas uma tecnologia

BIM

O BIM (sigla em inglês para Building Information Modeling) não é um software, mas sim um sistema de trabalho que pode ser integrado a softwares CAD para complementar e facilitar o trabalho do engenheiro e arquiteto.

De maneira simplificada, podemos classificar o BIM como um catálogo de produtos e materiais e respectivas informações técnicas (geometria, características, especificações, etc.).

Inclusive algumas empresas já oferecem seus catálogos de produtos para que você faça upload em um software com integração BIM.

Existem sites que abrigam enormes bibliotecas de produtos facilitando ainda mais o trabalho.

Você pode controlar a modificar coordenadamente toda informação de um projeto de arquitetura.

A integração torna o trabalho mais eficiente, diminuindo custos e aumentando a produtividade na decisão e execução do projeto.

Com isso o arquiteto consegue elaborar um orçamento de obra muito mais assertivo, pois é possível automatizar processos de programação, análises, atualização de documentos, logística de construção, manutenção, e muitos mais.

O BIM apresenta muito mais do que o 3D (largura, altura e profundidade), mas podem incluir dimensões adicionais como 4D (tempo), 5D (custo) e até 6D (operação as-built).

Ele participa de todas as fases de um projeto, inclusive na execução e gerenciamento, e não se restringe a construção civil, pois recebe contribuições de todas as áreas, como arquitetura e design de interiores.

Um efeito colateral interessante do BIM no mercado de trabalho é que valorizou o trabalho dos arquitetos mais experientes, pois o ponto chave não é saber mexer no programa e sim entender de arquitetura.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.