Vigas e Lajes – Construindo uma casa

Aprenda como trabalhar com vigas e lajes na contrução da sua casa.

Esgastamento, tipos de vigas, escoramento de vigas, laje, concretagem e cuidados. Esse é o episódio #12 série como construir uma casa.

Veja logo abaixo os vídeos:

Vigas e Lajes (parte 1)

Vigas e Lajes (parte 2)

Engastamento

É uma palavra usada pra dizer que uma viga ou uma laje estão com uma ponta presa numa alvenaria ou peça de concreto. Engastar significa encravar, embutir. É um tipo de apoio nas lajes. Depois de construir as paredes, deve-se construir uma laje de cobertura. Se a casa tiver 2 andares, a laje será o teto do andar de baixo e o piso do andar de cima. Para apoiar essa laje é que são feitas essas vigas.

Tipos de vigas

Existem dois tipos de vigas: as vigas construídas sobre paredes e as vigas construídas para vencer vãos. As vigas sobre paredes são feitas com blocos caneletas em cima da última fiada das paredes. A função delas é fazer com que as paredes e a laje trabalhem em conjunto. Por isso elas são chamas também de cintas de amarração. As vigas para vencer vãos, são feitas para apoiar a laje nos lugares que não tem paredes no andar de baixo. No caso da planta do vídeo, por exemplo, no andar de cima existe uma parede dividindo o dormitório da frente e o banheiro. No andar de baixo não existe nenhuma parede nesse lugar. A parede de cima vai fazer um peso nesse ponto da laje, e a laje não tem como suportar esse peso. Por isso deve-se fazer uma viga nesse lugar, para vencer o vão de baixo e garantir q a laje não ceda com o peso da parede de cima. Essas vigas devem ser feitas com formas de madeira. O ideal é usar um compensado especial para formas de concreto, pois ele tem uma resina que facilita a retirada da forma depois de concretada a viga.

Escoramento de vigas

Outra coisa importante é fazer um bom escoramento nas laterais e no suporte das formas, pra se evitar que elas se curvem com o peso. As armaduras devem ser colocadas na forma, e os estribos, que são as amarrações na armadura, devem prolongar-se sobre a laje. Assim vamos evitar o aparecimento de trincas sobre a laje. No caso das vigas de bordas, o estribo é prolongado sobre a laje de um lado só. No caso das vigas intermediárias, o estribo é prolongado para os dois lados da laje.

Laje

A laje pré-fabricada é mais segura e mais prática. Existem dois tipos principais: a laje de vigotas e a laje de concreto protentido. A laje de concreto protentido é muito boa, mas tem um inconveniente: é muito pesada, são 130 kg por metro quadrado. Seria mais difícil na hora de montar, a menos que o fornecedor faça a montagem na obra. As lajes de vigotas são mais fáceis de montar porque são feitas de vigotas, lajotas ou tavelas, e concretadas por cima. As vigotas podem ser maciças ou treliçadas, e não são pesadas. Elas podem ser facilmente carregas e colocadas em posição por duas pessoas. As vigotas são montadas de forma intercalada com as lajotas de cerâmica ou concreto, ou EPS, que são placas de isopor. O importante é você comprar um produto de boa qualidade, e de um fornecedor que ajude você no projeto de montagem e o traço de concreto.

Contra flecha

Antes de concretar a laje, deve ser feito um escoramento especial no meio do vão que é chamado de contra flecha. O centro das vigotas tem que ficar uns 2 cm mais alto que a ponta, pra compensar uma tendência da laje curvar com o peso no meio do vão. Nas pontas, elas devem ficar com as extremidades na canaleta ou na forma de madeira, pra que a ponta da armadura da laje fique embutida na viga depois da concretagem, pra fazer depois o engastamento.

Cuidados com elétrica e hidráulica

Antes de concretar, é preciso preparar a parte elétrica e hidráulica que passa por dentro da laje. Em primeiro lugar, coloque as caixas dos pontos de luz que ficarão embutidos na laje. Se os pontos forem no centro de cada cômodo, passe duas linhas diagonais para marcar o lugar certo. Os eletrodutos ligarão esses pontos até a plumada das paredes, onde serão colocados o quadro de distribuição e os interruptores. Na parte hidráulica o cuidado que deve ser tomado é no lugar do banheiro do andar de cima. Você vai ter que instalar uma caixa sinfonada e algumas tubulações para recolher as águas servidas da pia e do chuveiro, e o esgoto da bacia sanitária. Essas tubulações irão aparecer no forro do andar de baixo. O melhor jeito é fazer um rebaixo na laje para esconder essa parte da instalação hidráulica. Se for feito com cuidado, o rebaixo pode ficar sobre a porta de entrada sem causar nenhum problema.

Quantidade de concreto na laje

Some o volume de concreto das lajes, das vigas em canaletas, e das vigas em formas. Então multiplique o comprimento, a largura, a altura, e some tudo. No caso da laje, você deve contar 5 cm de altura, o que é suficiente para fazer a capa e concretar a junta das lajotas. No caso da laje do vídeo, sua medida é 10 m de comprimento por 3,20 m de largura, e 5 cm de altura, que é o mesmo do que 0,05 m. Então para a laje, se deve multiplicar essas medidas: 10 x 3,20 x 0,05 = 1,60 m³. Repita o mesmo cálculo com as medidas de cada tipo de viga. Aí você vai chegar ao volume total de concreto necessário pra essa parte da obra. Convém comprar um pouco a mais pra evitar que falte. E no caso da laje não se esqueça de pedir o concreto a resistência recomendada pelo fabricante.

Cuidados antes e durante a concretagem

Antes de iniciar a concretagem, você vai ter que tomar algumas providências. Limpe a laje e verifique se todos os elementos estão na posição certa, principalmente as armaduras. No caso das vigas com fôrmas de madeira, use espaçadores de plástico, pra evitar que a armadura encoste-se ao fundo ou na lateral das fôrmas. Antes da concretagem, molhe bem todos os blocos canaleta, a laje pré-moldada, as fôrmas de madeira e as armaduras.

Evite a vibração ao transportar o concreto. Se usar carrinho, arrume um com roda de borracha. Alugar um pequeno guincho é uma boa medida para agilizar o serviço e facilitar o transporte do concreto. A concretagem da laje deve ser feita sem interrupções do começo ao fim. Um dia nublado, mas sem chuva, é o clima ideal para se fazer a concretagem. E a melhor hora é a parte da tarde, pois assim o concreto passará a noite sem receber Sol. Em todo o caso é bom estar preparado para se proteger do Sol: se for preciso use um plástico preto para cobrir a laje. Tome cuidado para evitar bolhas de ar, e para que todas as partes das fôrmas fiquem preenchidas por concreto. Por isso vale à pena alugar um vibrador, que não é caro e compensa muito. Mas não exagere na vibração: se aparecer água na superfície do concreto, retire o vibrador imediatamente, e cuidado para não encostar o vibrador numa armadura.

Não se esqueça: concreto não seca, concreto cura! Após a concretagem, mantenha sempre o concreto molhado e evite o Sol e o vento que secam a água do concreto, e prejudica a qualidade. Durante uma semana, deixe a laje coberta e o concreto bem molhado. Mesmo depois de curada, deixe a laje coberta com sacos de cimento e folhas de jornal, que é para proteger do Sol até que a laje seguinte fique pronta.

Informação: Olá amigo(a)! Este é um artigo informativo, em caso de dúvidas procure um profissional especializado. Abraços! Equipe casabemfeita.com.

4 comments
  1. muito importante esses esclarecimentos porque temos uma carencia enorme de profissionais no mercado de trabalho.

  2. muito bom essas dicas me ajudaram bastante gosto muito da area da construção e queria me aprofundar mais ainda nos detalhes…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>