Custo, qualidade e financiamento para construção

Aprenda sobre o custo da obra, como calcular a quantidade certa de materiais e descobrir o custo total da construção. Saiba um pouco mais sobre a importância da qualidade dos materiais e dos serviços, para não ter problemas posteriores. E também conheça a opção de financiamento da construção, uma opção de pegar dinheiro junto ao banco, porém que pode compensar muito para se livrar do aluguel.

Esse é o episódio #30 (Custos, Qualidade e Financiamento) e último episódio da série Mãos á Obra, sobre como construir uma casa!

Tópicos:

Confira os vídeos:

Custo, Qualidade e Financiamento (Parte 1):

Custo, Qualidade e Financiamento (Parte 2):

Custo, Qualidade e Financiamento (Parte 3):

 

O Custo da Obra

Dinheiro: o Custo da Obra

Dinheiro e o Custo da Obra

Quando se começa uma obra, acontecem dúvidas se o dinheiro será o suficiente, e como fazer para calcular o quanto precisará gastar. É muito importante ver todas essas questões antes, pois existem pessoas que começam a obra sem fazer cálculos, então no meio da obra à pessoa fica sem o dinheiro e sem a casa para morar.

A primeira coisa a fazer é uma lista de todo o material que se vai usar, desde a fundação até o acabamento. Então veja também qual o quantidade de cada material que se vai usar pelo tamanho da sua casa.

Calculando a quantidade de cimento

Para saber a quantidade de cimento tem uma conta que é fácil. A quantidade de concreto que será usada na obra é quase igual a que se gastaria para fazer uma laje maciça de 20 cm de espessura, do tamanho da área construída da casa. É o seguinte: se a casa tem 68 m² de área construída, o volume de concreto seria de 68 m² x 0,20m = 13,6 m³.

Para fazer 1 m³ de concreto, se gasta aproximadamente 350 kg de cimento. Então para fazer 13,6 m³ de concreto, se gasta 13,6 m³ x 350 kg, que totaliza 4760 kg de cimento.

Tomando como base um saco de cimento de 50 kg, gasta-se 4760 Kg dividido por 50 Kg, igual a 95,2 sacos, ou seja, 96 sacos de cimentos de 50 Kg cada.

Calculando a quantidade de concreto

Para saber a quantidade dos blocos de concreto também tem uma conta fácil. Com 13 blocos se faz 1 m² de parede, medindo quanto m² de parede a casa vai ter, é só multiplicar o resultados por 13. Exemplo, uma casa de 195m² x 13 = 2535 blocos.

 Elétrica e hidráulica

Alguns materiais de instalação elétrica e hidráulica são vendidos em barras, como os tubos de água e esgoto, as calhas e condutores, os eletrodutos, etc. Então você precisa medir o comprimento de cada um, e dividir pelo tamanho da barra, para ver quantas barras vai precisar.

Outros materiais

Outros materiais como caixas elétricas, interruptores, tomadas, conexões hidráulicas, louças, metais sanitários, esquadrilhas, etc. Tem que ser contadas um a um, na planta da casa ou no esquema de instalação.

Dica

Algumas dessas coisas são difíceis de saber quem vai construir pela primeira vez, quando tiver alguma dúvida procure um profissional especializado para ele te dar uma mãozinha. Fale com arquitetos, engenheiros, técnicos, pedreiros, eletricistas, encanadores, todos de confiança e com experiência em obras.

Fazer o orçamento

Calcular o orçamento

Hora de pedir o orçamento

Com a lista de materiais pronta, está na hora de fazer um orçamento. O negócio é pesquisar os preços em algumas lojas de materiais de construção; é bom ver também se o mesmo tipo de produto é feito por mais de um fabricante, sem esquecer de comparar a qualidade entre eles. Não se esqueça de somar também o preço do frete.

Custo da mão de obra

Além do custo dos materiais, você também tem que pensar no custo da mão de obra. Para alguns serviços mais difíceis, vale a pena pagar um profissional para fazer um serviço bem feito. Melhor do que você tentar fazer sozinho, e acabar desperdiçando material e depois ter que fazer tudo de novo.

No começo da obra é bom ter um pedreiro de confiança que te ajude a marcar a obra do terreno e que pode te ajudar depois em outras coisas. Mas não se deixe levar pelas aparências, e tenha certeza de que essa pessoa sabe mesmo fazer o serviço. Você também pode fazer sozinho, mas depois de acompanhar o serviço em outra obra.

Materiais Pré-fabricados

Material de Construção

Material de Construção

Outra coisa importante é comprar produtos pré-fabricados sempre que possível. Acaba saindo mais barato, e você vai economizar trabalho, tempo, e mão de obra. Por exemplo, é melhor comprar argamassa pronta do que fazer na obra, as argamassas prontas já vem com a mistura certa, e com os aditivos, é só misturar com água e seguir as instruções do fabricante, não tem erro.

Existe uma associação chamada ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas), que diz como o material de construção deve ser feito e como deve ser usado. Procure comprar materiais que atendam as normas técnicas brasileiras, isso é sua garantia quanto à qualidade desses materiais.  E não se esqueça de pedir sempre a nota fiscal, com ela você tem todos os seus direitos garantidos.

Qualidade

Selo de qualidade

Qualidade é importante!

Com pouco dinheiro pensamos em economizar em tudo, mas é necessário tomar cuidado, pois quando se trata da nossa obra, da nossa casa, o barato pode sair caro. Estamos falando da qualidade do material que se usa na obra.

Temos que tomar cuidado com a qualidade do material, porque não tem nada pior do que você terminar uma obra e já ter um monte de coisa pra consertar. Quando se termina a obra o que se quer mais é descansar, aproveitar a sua casa. Já imaginou ter que ficar tapando goteira, trocando encanamento, refazendo instalação elétrica? Desse jeito a obra não acaba nunca, vai virar um pesadelo.

O que fazer para escolher o material certo

Para escolher o material certo, é bom tomar informações do fabricante, verificar se é uma pessoa conhecida, se da garantia, se o produto está dentro das normas técnicas, etc. Além disso, é muito importante que a marca do fabricante esteja gravada no produto.

Quando tem mais de um fabricante que faz o mesmo produto, tem que comparar o tipo de material usado e o acabamento de cada um.

Faça uma casa com qualidade

Tem coisa de qualidade que toda casa tem que ter, não dá pra abrir mão. Uma casa tem que ser bem firme e estável. As fundações, sapatas, pilares e paredes, tem que ser feitas com cuidado e com materiais de boa qualidade. Cuidado com blocos de concreto fora das normas, eles absorvem mais umidade. Os blocos mal feitos quebram a toa, até com um pequeno tombo do carrinho de pedreiro.

Outro problema de casas mal feitas são as manchas de umidade nas paredes, nas lajes, e até mesmo goteiras dentro da casa. Para diminuir esse problema, as fundações e as primeiras fiadas de blocos tem que ser feitas com argamassa com aditivo impermeabilizante. O contrapiso tem que ser feito na espessura certa, e o concreto com a proporção de 350 Kg de cimento por m³. As lajes precisam ser impermeabilizadas, e na hora de fazer o telhado, além de usar material de boa qualidade, tem que caprichar nos beirais, nas laterais, nas cumieiras, e na fixação das telhas, calhas e condutores.

Instalações elétricas mal feitas são as principais causas de incêndio. Além de usar fios e disjuntores de boa qualidade, não se deve sobrecarregar os circuitos e nem fazer cambiaras. Não compre fios elétricos que não possuam identificação dos fabricantes, o mesmo vale para os eletrodutos de PVC.

Uma casa gostosa não deve fazer muito calor, nem frio, e nem muito barulho. Algumas coisas ajudam a melhorar o conforto interno: paredes externas mais largas por exemplo. As paredes de “uma vez” isolam o barulho e protegem do calor e do frio.

Esquadrias de boa qualidade e bom tamanho refletem o calor e ventilam mais a casa. As cortinas, as pinturas, e os revestimentos de pisos e paredes também melhoram o conforto e deixam a casa mais bonita.

Financiamento para construção

Financiamento para construção

Financiamento para construção pode ser um excelente opção

Tem gente que deixa a qualidade de lado e acaba comprando material mais barato com medo do dinheiro que tem não ser o suficiente. Nesse caso vale a pena pensar no financiamento.

Um financiamento é uma boa opção para quem vai construir uma casa, e uma das principais vantagens é o prazo da obra. Se a sua obra ficar parada muito tempo, recebendo sol e chuva, podem aparecer problemas de infiltração de água e ressecamento do concreto e das argamassas. Então você vai ter mais trabalho e ainda gastar mais dinheiro para corrigir esses problemas. Se você fizer um financiamento não vai ter esses problemas porque a obra vai acabar mais rápido. Além disso, uma obra parada é um dinheiro enfadado e que não rende juros. Com o financiamento você pode comprar grandes quantidades de material e conseguir um bom desconto, podendo economizar também com os fretes e com a mão de obra.

Outra coisa importante é que se sua obra terminar mais rápido, você pode mudar antes e se livra do aluguel.

Vale a pena fazer financiamento? E os juros do financiamento?

Vale a pena pedir Financiamento?

Vale a pena pedir Financiamento?

Dependendo das condições pode valer muito a pena. A pessoa verifica quanto gasta de aluguel por ano, e quanto que ela vai gastar com a prestação do financiamento no mesmo tempo. Às vezes a prestação do financiamento e do aluguel são quase iguais. Então nesse caso vale muito a pena fazer o financiamento, porque quando você acaba de pagar a casa é sua. Pelo menos você está pagando uma coisa que é sua, não é como o aluguel que você paga e nunca tem nada.

Pedir financiamento no banco

E para conseguir esse financiamento precisa apresentar alguns documentos no banco. O banco vai pedir os documentos da pessoa, do terreno e da obra. Que é para saber se o terreno é da pessoa mesmo, e se a obra está legalizada na prefeitura. Isso não é tão difícil quanto parece, e não demora tanto tempo. Não custo nada passar no banco e se informar direito sobre como fazer um financiamento.

Mãos à Obra!

E o pessoal da série Mãos à Obra dá as últimas dicas: Pedro e Leila construíram a casa delas, agora é com você! Se você for construir, por favor, lembre-se das indicações dadas nos programas, e boa sorte!

Qualquer construção ou reforma exige a participação de um profissional habilitado, responsável pelo projeto e pela execução da obra. Procure a prefeitura ou o CREA para obter mais informações a respeito.

Considerações finais

Foi um prazer transcrever para o site www.casabemfeita.com, todo o material da série Mãos à Obra, pois ele é um grande serviço para a comunidade. Parabenizo todos os criadores e colaboradores do excelente material! Para acompanhar todo o material da série, visite o índice na página Como Construir uma Casa – Série Mãos à Obra.

Um abraço e sucesso! 🙂

Recomendado para Você

Uma resposta para “Custo, qualidade e financiamento para construção”

  1. augusto lourenço da silva disse:

    Muito bom várias dicas pra gente, se possível mandar pro meu E-mail.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ +