Alvenaria de elevação

Aprenda hoje sobre alvenaria de elevação, esse é o episódio #11 da série sobre construção de casas. No artigo e no vídeo veja muita informação de qualidade sobre: alvenaria de elevação, assentamento dos blocos, modulação, construção dos pilaretes, cuidados especiais, aberturas e reforços laterais, vergas e contra-vergas. Confira os vídeos:

Alvenaria de elevação (parte 1)

Alvenaria de elevação (parte 2)

Alvenaria de elevação

Pra se fazer uma boa parede de blocos de vedação, existe algumas recomendações muito importantes. O segredo é caprichar no alinhamento: os blocos devem ser alinhados, nivelados e plumados. Mas você deve usar blocos de boa qualidade, que atendam as normas técnicas brasileiras. A primeira fiada é muito importante porque vai marcar a posição correta da parede. Os pedreiros costumam chamas essa primeira fiada de destaque ou marcação. Primeiro deve-se usar a tabeira para esticar as linhas de marcação das paredes. Assim você vai ter uma guia para garantir o alinhamento dos blocos.

Assentamento dos blocos

Para o assentamento dos blocos das duas primeiras fiadas, você deve usar uma argamassa de cimento 1:4(1 parte de cimento para 4 de areia) com um aditivo impermeabilizante. Nas outras fiadas, você deve usar uma argamassa de cimento de 1:1/2:6(1 parte de cimento, ½ parte de cal, e 6 de areia). Nesse caso é melhor você usar uma argamassa de assentamento preparada industrialmente, que já vem misturada e com aditivo. Ela pode ser aplicada com uma colher de pedreiro ou com uma bisnaga, assim evita desperdício. Comece pelos cantos, coloque a argamassa e o bloco, e não se esqueça de nivelar para evitar que uma parte do bloco fique mais alta que a outra. O ideal, é fazer uma junta uniforme de argamassa com 1 cm de espessura. Se você escolher a argamassa pronta, você vai ter a vantagem de usar só a metade dessa espessura, que é de ½ cm. Então se o bloco tiver 19 cm de altura, e você colocar mais meio cm de argamassa, cada fiada vai ficar com 19.5 cm de altura. E para facilitar, você pode marcar no escantilhão a altura certa de onde começa cada fiada. Escantilhão é uma régua usada na posição vertical onde se marca a altura de cada fiada. As fiadas devem ser acertadas num sistema chamado “amarração”. As juntas verticais ficam interrompidas de uma fiada pra outra. Se você iniciou a primeira fiada com bloco inteiro, na próxima você começa com meio bloco. Assim as juntas verticais vão ficar sempre no meio dos blocos da fiada de baixo. Os blocos ficarão intercalados e as paredes mais resistentes. Mas não se esqueça de alinhar e nivelar cada bloco. Nos cantos é bom colocar sempre uma fiada a mais pra poder puxar as linhas que vão servir de guia pra fiada. Pra evitar que no final da fiada sobre um espaço que não caiba nem um bloco inteiro e nem um meio bloco, o projeto da casa deve ter paredes com comprimento múltiplo de 20 cm, assim você pode usar o meio bloco se precisar. Mas se não for possível, tem que cortar o bloco. Existe uma máquina especial pra se cortar blocos, mas tem que se usar com cuidado.

Construção dos Pilaretes

No lugar onde ficaram as barras para fora do baldrame, você deve encaixar os blocos da fiada de destaque ou marcação. Você deve colocar a armadura e ir completando todas as fiadas. Essa armadura deve ser amarrada a cada 20 cm e deverá ter um comprimento de 40 cm acima da laje pra ficar de espera no andar de cima. Em seguida, encha o vão com um concreto bem mole. A maneira mais simples pra obter o concreto mole é comprá-lo já preparado e ensacado. Ele é vendido nas lojas de material de construção com o nome de grout, e as instruções de uso vem na embalagem. Encha o vão com o grout e a cada 4 fiadas pare um pouco e soque bem o concreto no buraco. Quem não quiser comprar o concreto pronto, pode preparar o concreto na obra com 1 saco de cimento, 4 latas de areia, 5 latas de pedrisco e 1 lata e meia de água. Essas latas são aquelas de 18 litros. E você deve colocar também um aditivo plastificante. É ele que faz o concreto ficar mole e penetrar com facilidade nos furos dos blocos.

Cuidados especiais

Cuidado pra não deixar cair a argamassa no chão. A parte que sair do bloco deve ser recolhida e colocada na caixa. Se cair, não aproveite, porque vai misturar com terra e sujeira, prejudicando a qualidade do serviço. Outra coisa importante: não tente corrigir o bloco depois que a argamassa começar a endurecer, porque senão pode aparecer trinca nas juntas. Caso o bloco não tenha ficado assentado, retire o bloco e faça o assentamento de novo. Se você já fez o assentamento de cima, você e não pode mexer na fiada de baixo. Por isso é importante que quando você for começar uma próxima fiada, você verifique o alinhamento e o nível. É bom colocar o impermeabilizante na argamassa das duas primeiras camadas, pra proteger da umidade da chuva e dos respingos da água no chão.

Aberturas e reforços laterais

É importante definir as medidas de portas e janelas, para deixar as aberturas certas nas paredes. No caso de blocos de vedação, é bom escolher portas com tamanhos múltiplos de 20 cm. Além da largura da porta você tem que somar também mais 8 cm para por as batentes laterais e o revestimento. Na altura, é melhor deixar mais 10 cm para por o batente superior e o revestimento do piso. Como exemplo se você usar uma porta de 92 cm de largura por 210 cm de altura, você deverá deixar uma abertura de 100 cm de largura por 220 cm de altura. Além da abertura na alvenaria, é muito importante também construir alguns reforços nas paredes antes de instalar portas e janelas. No caso das portas, é preciso construir uma viga no alto para que o peso da parede não deforme o batente. Para fazer a viga do batente, chamada de verga, pode ser feita com blocos canaleta. Ao invés de fazer a fiada com bloco normal, você usa esse bloco canaleta e faz uma fiada com o tamanho da abertura da porta, mais meio bloco de cada lado. Aí você coloca duas barras de aço no fundo e depois enche de concreto. Para segurar o vão no alto, você deve fazer um escoramento com uma tábua apoiada num pontalete.

Vergas e contra-vergas

Na parte de baixo da janela deve ser feito uma contra-verga. E na parte de cima da janela uma verga. As duas são construídas da mesma forma. A verga é feita em cima do vão das janelas e portas, e a contra-verga embaixo do vão, para evitar o aparecimento de trincas. Se quiser colocar a janela a 1 m de altura em relação ao contrapiso, ou seja, 95 cm em relação ao piso acabado, você deve faze a viga peitoril na 5ª fiada. Depois de concretada a viga peitoril, é só seguir normalmente as fiadas acertando as laterais com meio bloco até a altura que tiver que fazer a verga no alto da janela. Os reforços laterais nas portas e janelas são feitos por dois motivos: evitar trincas e também para facilitar a fixação, pois com o reforço você poderá furar, colocar buxas e parafusar os batentes. Eles são feitos da mesma forma que os pilaretes. Pode-se comprar o conjunto de peitoris, vergas, reforços laterais prontos. Eles vêm em forma de pré-moldados de concreto, esses conjuntos são chamados de contramarcos, e podem ser colocados diretamente nas aberturas das paredes.

Informação: Olá amigo(a)! Este é um artigo informativo, em caso de dúvidas procure um profissional especializado. Abraços! Equipe casabemfeita.com.

Recomendado para Você

Uma resposta para “Alvenaria de elevação”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

+ +